26 novembro, 2007

||| Livros no Brasil.
Ao contrário do que se quer fazer crer, quando isso é conveniente, não é verdade que todos editores brasileiros insistam em mudar a ortografia portuguesa nas edições daquele lado do Atlântico. Pode acontecer, simplesmente, que se proponha a modificação de alguns termos que soam estranhos ao leitor brasileiro, mas a regra seguida -- e na maior parte dos casos, rigorosamente seguida -- é a de manter a ortografia original.

P.S. - Pessoalmente, não tenho nada contra a alteração da ortografia.

[FJV]

Etiquetas:

3 Comments:

Blogger Henrik said...

Essa também é uma mania curiosa...não exijo que mudem a ortografia brasileira (não que tenha algo contra também) somente se por alguma razão algum termo não se tornar claro. Mas isso serve para ambos os lados. Que mania esta de se arranjar problemas onde não os há.

3:28 da manhã  
Blogger boss said...

Parece-me muito má essa troca de termos, se algum não está claro faça-se uma nota de rodapé... coisa que devia ser muito mais vulgar que o que é, seja em autores brasileiros ou não.

Uma das vantagens da aplicação do acordo é que já não se colocava nunca a questão da alteração da ortografia..

3:07 da tarde  
Blogger Wellington Almeida said...

Em relaçao a ortografia tambem não tenho qualquer objecção mas pára poraí. Se você ver o que a edição portuguesa fez com «Feliz ano velho» o clássico juvenil do Marcelo Rubens Paiva, você chora.

4:23 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home