21 outubro, 2007

||| O cantinho do hooligan. Já me esquecia.









1. Evidentemente que eles, os sul-africanos, mereceram ganhar. Tanto assim é, que ganharam mesmo. Mas, transportando o assunto para o hooliganismo de blog, fiquei com dúvidas depois daquele ensaio não validado, de quatro obstruções não assinaladas em período fatal e até de um fora de jogo. Enfim, se fosse em Portugal, eu diria que se tratou de uma grande roubalheira, mesmo que não tivesse sido. Mas eles ganharam e bem. E fiquei contente por ver o jogo dos The Boks, Die Bokke, ou apenas Amabokoboko.








2. Esta é uma imagem do Tia Alice, um dos melhores restaurantes de Portugal, em Fátima. Já tenho ido lá em romaria e nos últimos tempos fui obrigado a pensar bastante nele; os meus amigos sportinguistas que façam reserva porque há mesas para todos.

3. A bola não entra. Há muito tempo que ninguém era tão honesto no futebol português como Jose Antonio Camacho, que revelou o grande motivo de alguns empates e desaires do Benfica: a bola não entra, que é que querem que eu vos faça? Porque, como se sabe, só se ganham jogos quando há golos, e só há golos quando a bola entra na baliza dos adversários. Essa bola nefanda e orgulhosa que não entra na baliza. Aí está como tudo se explica, afinal. Apoiem a bola, sejam solidários com a bola, façam mimos à bola, e ela acabará por entrar. O guarda-redes Quim já chegou a essa conclusão: «A bola insiste em não entrar na baliza.» É chato.
[FJV]

Etiquetas: ,

2 Comments:

Blogger Orlando Nascimento said...

Pois, quando a bola não colabora é chato... Porque não utilizar a técnica da PT-Gato Fedorento num anúncio do 1820?

Mas eu confesso que assim vai bem: 7 jogos, sete vitórias. E tudo em tons de azul. Próximo...!

3:02 da tarde  
Blogger Miguel Marujo said...

Caríssimos, ontem por acaso não vi a bola azul entrar. Em que campo jogaram? Ah, foi o Fátima, pois foi. ;)

7:10 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home