03 dezembro, 2007

||| Daniel Morais, um português na Venezuela.



















Quando se fala tanto, nos últimos dias, sobre a comunidade portuguesa na Venezuela, recordo a figura de Daniel Morais, um português que nunca capitulou. Estas são as últimas fotografias de Daniel Morais, tiradas a 9 de Junho deste ano (morreu a 24 de Agosto) pela sua filha Laura, que vive no Panamá.

A outra foto é a da igreja da Candelaria, em Caracas, um bairro que recebeu muitos emigrantes portugueses que fizeram a sua vida na Venezuela. De algum modo este poema é uma homenagem à memória de Daniel Morais. Como escrevi noutro lugar, «ele seria uma figura de romance, certamente. Aliás, ele é uma figura de romance».

CARACAS

Eles jogavam à bola na Candelaria, os primeiros portugueses.
Melhor: viam os seus filhos jogar. Eles sentavam-se debaixo
das árvores que depois abrigaram revoluções e casamentos
proibidos. Era outro século, havia paredes cobertas de fotografias,
cortinas, penteados, ombros nus tinham muito sucesso
entre adolescentes que não tinham rumo nem passado. Só
havia La Guaira, o Cerro Avila, os subúrbios, o caminho
para as cordilheiras ou para Maracaibo, praias para lá dos muros,
céu sem melancolias, enumerações de bens inocentes
e de trabalhos circulares. Os seus filhos jogavam à bola
na Candelaria, conheciam-se os seus passos, os seus esconderijos.
Muitos anos depois contam-se pelos dedos os casamentos
desfeitos, as fortunas construídas, a pequena economia
de vizinhos que aprenderam a viver em terras estranhas.
Construíram casas nos planaltos, nos declives, aprenderam
a ler, a escrever, a contar, a sentar-se sob as árvores
para apreciar melhor a doçura da Praça Bolívar,
a cerveja, a maledicência amorosa. Amo esta gente, os primeiros
portugueses que chegaram a La Guaira e fundaram orquestras
ou plantaram amendoeiras para que a terra não lhes
fosse tão estranha nem as trovoadas tão adversas.
Se me Comovesse o Amor
[Edição Quási. Colecção Uma Existência de Papel.]

[FJV]

2 Comments:

Blogger Mónica (em Campanhã) said...

e para quando mesmo nas livrarias?

6:14 da tarde  
Blogger *CaNtiNhO De SoNhOs* said...

parabéns plo blog :)

11:44 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home