21 outubro, 2007

||| Palavras.








Para que servem as listas de palavras? Para nada. Para sabermos que elas existem; um dia fazem falta, uma delas faz falta. Hoje, um adolescente de 15 anos, no 10.º ano, por exemplo, tem dificuldade em reconhecer 95% dessa lista de palavras com que tenho brincado com a colaboração de amigos e leitores. Sei isso por experiência própria. Também recordo que, na redacção de um jornal onde trabalhei, a secção de palavras cruzadas (hoje substituída pelo Sudoku, nada contra o Sudoku) era frequentada apenas por leitores com mais de 45 anos. Eles eram de outro tempo. Recebíamos, de vez em quando, cartas de leitores protestando contra um erro de pormenor nas palavras cruzadas. Hoje, tenho dúvidas sobre se um pós-adolescente, de 18 ou 20 anos, pode fazer um exercício de palavras cruzadas do Expresso (eram as mais acessíveis e tinham prémios) ou do Público de há alguns anos. Comecei a fazer palavras cruzadas no Jornal de Notícias e no O Primeiro de Janeiro (as do O Século tinham um «grau de erudição» mais elevado e lá em casa, no Norte, só comprávamos O Século às quintas, embora só chegasse ao sábado), e episodicamente no O Comércio do Porto. Dizem-me que é um exercício inútil, mas a verdade é que falta vocabulário; na escola combatem literacia com textos «que todos compreendem»; palavras a mais fazem dor de cabeça. Basta ouvir uma conversa entre dois imbecis de 15 ou 16 anos numa sexta-feira à noite. A culpa é toda nossa.

Está aqui, por ordem alfabética, a lista de palavras que fazem cócegas e divertem.

As últimas entradas para o campeonato foram tranglomango, do Rui C Branco; siririca (em «bater uma siririca»), da Mónica; sapatinhos-de-ir-ver-a-deus, do POL; o José Carlos Barros propôs várias palavras «cómicas» de Trás-os-Montes, entre elas lapouço; do Três de Trinta, a Sofia propôs também várias, como escaganifobético ou pudicícia. Há ainda a promessa do Rui Almeida: as palavras que fazem cócegas no Cinco Reis de Gente, de Aquilino.
[FJV]

Etiquetas:

3 Comments:

Blogger JPG said...

Ainda vai a tempo, ou já fechou?

Arala: novilha de dois anos (dic. Cruzadismo, ed. Atena)
Macacaúba: madeira do Brasil, usada para trave-mestra de moinho.
lambisgóia
lambugem
coceguento
priapismo
catilinária
morcão
pixote (o m.q. pexote)
penates
bardamerda (Pinheiro de Azevedo, alm.)
supercalifragiliexpiralidoso

1:10 da tarde  
Blogger isabel said...

Precisamente, ontem estava eu a fazer as palavras cruzadas do Públici e sugeri ao meu filho de quase 15 anos, podias "aprender" a fazer palavras cruzadas. Oh mãe, palavras cruzadas, dah!

12:24 da tarde  
Blogger Jorge said...

Faltam duas das minhas preferidas:
defenestrar e inenarrável.

5:35 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home