06 junho, 2006

||| Serviço público, 2. As cervejas portuguesas. Primeira parte.








Depois de ter proposto o top ten das cervejas brasileiras, eis algumas das notas de prova (já com dois meses, mas enfim) de algumas das cervejas portuguesas (de * a *****): Sagres, Sagres Chopp, Sagres Bohemia, Sagres 1835, Super Bock, Super Bock Abadia, Super Bock Preta, Magna, Coral, Cergal e Tagus.
Conclusão até agora: vitória, nas cervejas escuras, da Super Bock Stout (seguida de perto pela Magna); nas ruivas, da Sagres Bohemia 1835 (seguida da Bohemia); nas loirinhas, da Tagus.

Seguem-se, durante esta semana, mais algumas.

7 Comments:

Blogger nc said...

caríssimo:

não sendo mestre cervejeiro, permita-me dizer-lhe que comungo da análise na generalidade sem deixar de enviar algumas notas pessoais. Assim, penso que à Super Bock seria conveniente referir a estrondosa diferença de qualidade nas diferentes épocas do ano (creio que associada ao aumento de produção durante os meses de verão). ainda na Unicer, a minha desilusão relativamente à Stout. a Stout, vinda de uma cervejeira que produz a bela Cristal Preta, é um passo infeliz. está bem a espuma e o resto mas aquele excesso de açúcar... já agora, espero que ainda dê uma voltinha pelas Cintra e pelas Cristais (a velhinha, a preta e uma nova, digna de prova sem deslumbramentos de cerveja belga ou alemã, a Weiss).
já agora, eu que odeio a Sagres Preta, gostava de ouvir a opinião.
para não referir no éden dos líquidos cereais belgas...

4:30 da tarde  
Blogger Ana Cláudia Vicente said...

FJV,
por uma fracção de segundo tresli Serviço Público, 2. As cerejas portuguesas. Primeira parte. Não é que não goste de Sagres. É que gosto mais ainda da Cova da Beira e de Resende.

10:25 da tarde  
Blogger mao morto said...

E a Super Bock Green, essa cerveja-refrigerante que tanto aprecio...

12:48 da manhã  
Blogger CMF said...

Pois. Temos gostos diferentes. Eu já não consigo tragar Super Bock, e Sagres, só mini, ou imperial muito bem tirada. Em relação à Tagus, concordo.
Mas agora só penso nesta: Nikšićko (http://www.super-import.com/niksicko_beer.htm)

Uma das melhores pilsner que já bebi. Daqui a dois dias, espero estar com uma na mão. Justifica uma viagem à Sérvia-Montenegro (bem, muitas coisas justificam essa viagem). Aliás, as cervejas croatas e sérvias/montenegrinas são mesmo um caso sério.

4:24 da tarde  
Blogger Nuno M. said...

Permita-me referir que existe uma outra cerveja portuguesa que dá pelo nome de "Especial" e é produzida pela Fábrica de Cervejas Melo Abreu, em S. Miguel - Açores.
Não sei se é comercializada na moderna distribuição continental mas certos estabelecimentos, como o "Bar-Restaurante Açores" na Rua da Prata em Lisboa, têm-na disponível.
Seria interessante poder ter a sua opinião sobre esta cerveja.
Melhores cumprimentos,

PS-parabéns pelo Grande Prémio de Romance e Novela da Ass. Port. de Escritores 2006.

2:41 da tarde  
Blogger Fixemobil said...

Isto sim! É serviço público!
Mas falta dedicar um capítulo especial em homenagem à mini! Essa instituição ex-líbris da cultura portuguesa! (e inseparável companheira da sandes de choco! ;)

3:02 da manhã  
Blogger PmCDP said...

tagus nas loiras. Sem dúvida.

6:30 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home