11 junho, 2006

||| De que é que estavam à espera? {Actualizado}











Acabo de ouvir Figo perguntar isso mesmo a um jornalista, depois do jogo contra Angola. De que é que estávamos à espera? Não estávamos à espera de que jogassem tão bem como a Argentina, os Camarões ou, enfim, Trinidad e Tobago. Mas estávamos à espera de que não confirmassem a ideia de que são aquilo que me apetece chamar-lhes.

Adenda: Sim, Portugal ganhou e isso é fundamental; bravo. Parabéns. Heróis de Colónia. Campeões do 11 de Junho. Luminosos rapazes. Agitemos as nossas bandeiras. Loas a N. Sra. do Caravaggio. Etc, e etc. Mas, para entendimento geral, a seguinte pergunta: jogámos bem? Só isso.

Paulo José Miranda
sobre o jogo de ontem.

16 Comments:

Blogger Vítor Sousa said...

Francisco, julgo que compreendo a sua exasperação, mas este Mundial está a retirar credibilidade àqueles que vaticinam o calvário dos mais débeis. Veremos qual será o desempenho do Brasil.

Já agora, e já que cultiva a doce acrimónia, qual é o epíteto que embargou?

11:37 da tarde  
Blogger Rui MCB said...

Suponho que o epíteto rime com Lacerda...
Jogo inteiro ainda nenhum me encheu o olho.

11:40 da tarde  
Blogger ISA said...

eu confesso é que Vexa já me está a irritar, desculpe lá que lhe diga.

12:17 da manhã  
Blogger Hugo said...

Os primeiros jogos estão a ser uma chatice, ainda não se aproveita nenhuma selecção. Mas ao menos ganhamos. Para a próxima talvez joguemos melhor!

12:37 da manhã  
Blogger Rogério said...

O jogo lusófono foi um dos piores até agora, mas ainda não nos precipitemos. Acho que horrores maiores virão.

2:19 da manhã  
Blogger brmf said...

Não jogamos bem, mas ganhamos bem. Li a sua crónica no JN e não concordo nada que a Argentina tenha jogado bem. Ganhou mas ganhou mal. A Costa do Marfim teve, provavelmente, mais oportunidades de golo que a Argentina. O resultado de 2-0 da primeira parte é muito enganador. Até admito que não tenhamos jogado bem, mas é pena que esse nível de exigência, não sei porquê, tenha muito a ver com o facto do Scolari ser o treinador.
Alguém, neste campeonato do mundo, já "massacrou" o adversário? Ainda não vi nenhuma equipa a fazê-lo.

10:13 da manhã  
Blogger ISA said...

3 pontos meu caro 3 pontos. é d pontos (e golos) que a gente precisa. e já agora, qual foi a equipa que jogou bem nos jogos todos até agora? os anfitriões e foi um pau

11:04 da manhã  
Blogger rb said...

Parece que o entendimento unânime é este: jogamos mal mas ganhámos bem; melhor o resultado do que a exibição. Só digo uma coisa: oxalá que seja assim até à final. Já foi o tempo em que jogávamos bem e perdíamos. Venha o próximo.

11:05 da manhã  
Blogger ISA said...

e a costa do marfim tb n jogou mal, a argentina foi miserável.

11:06 da manhã  
Blogger rb said...

«POST-GAME THOUGHTS
Angola can hold their heads up having kept it close against a Portuguese team packed with talented attacking players. While Portugal may have eased up a bit in the second half and played to protect their lead, this was nothing like the English performance yesterday. Portugal created a bunch of good chances and kept on the attack almost to the end. Plus, of course, they scored the goal they won by themselves.»
[in New York Times]

Nota: Retirado daqui: http://cibertulia.blogspot.com/

11:17 da manhã  
Blogger Menino Mau said...

o caro FJV está à espera e até já deve ter acendido uma vela ( à nossa senhora do caravagio..) para portugal perder e dizer "eu bem dizia!o scolari não vale nada!".deixe lá a selecção em paz.Porque tambêm não diz que portugal teve 4 oportunidades claras para marcar golo que se tivessem entrada a esta hora os detractores profissionais já estavam a enfiar a viola no saco?

11:56 da manhã  
Blogger Francisco J. V. said...

Não quero que a selecção perca. Quero que ela ganhe. Os cristãos-novos de Scolari escusam de me tentar crucificar -- antes de eles descobrirem o homem de Passo Fundo eu já seguia a carreira dele e gostava dele. Chamei-lhe «burro» não por ele não ter convocado Quaresma, o que não me preocupa muito nem acho importante, mas porque não tem cuidado na maneira como reage (vão ver ao post que escrevi sobre isso). Não, não quero que a selecção perca e sou do FC Porto. Ao contrário, até: sou do FC Porto e quero que ela ganhe. Mas também gostava que ela jogasse bem e que nos maravilhasse, porque não basta ficarmos satisfeitos com os 3 pontos -- é preciso que tenhamos motivo de orgulho num grupo de rapazes onde há meia-dúzia deles que têm bom jogo de bola.
Não me venham com o Quaresma -- nunca critiquei Scolari por não ter convocado Baía ou Quaresma. Ele é o treinador. Eu gostava que Quaresma tivesse sido convocado, mas não é um jogador que muda o destino da equipa (desculpem, amigos do FC Porto).
E se não pudermos falar, está tudo arrumado; esta ideia do Clube Portugal é medíocre. Por isso havia muita gente a puxar pela selecção angolana: porque mereciam ser apoiados pelo seu esforço e pela sua pequenez. Porque há gente que gosta de bom futebol, mesmo gostando muito dos três pontos.

12:37 da tarde  
Blogger Francisco J. V. said...

Sim, houve uma bola na trave de Cristiano Ronaldo (que foi crucificado pela crítica, apesar de tudo) e um remate de Maniche. Mas bola na trave é bola mal chutada; e bola defendida é bola perdida.

12:38 da tarde  
Blogger RPM said...

Boa tarde desde a Ilha Terceira, Açores....da terra do Vitorino Nemésio, Praia da Vitória...

Relativamente à sua questão, respondo: Não, não jogámos bem e nem convencemos. A jogar desta forma, os piquenos IRÃO para casa mais cedo.

Um abraço

RPM

2:47 da tarde  
Blogger webdreamer said...

Na Noruega a toada é: Portugal venceu mas não convenceu. E o jogo foi irritantemente aborrecido. E olhando para trás a história de primeiros jogos em Portugal tem pouca coisa de bom: temos que comecar a perder: contra a Inglaterra em 2000 estávamos a perder 2-0 e recuperámos - valeu de motivacão para o resto do Mundial; contra a Grécia perdemos 1-0 e o Scolari lá teve que mudar um pouco da equipa e o resto até correu bem - até a Grécia aparecer outra vez; agora com a Angola vencemos. Está tudo perdido. Ou talvez não, a nossa esperanca é o Irão. ForCa Irão! Mostra a esta seleccão que ela não pode pensar que é a melhor, qual Cristiano Ronaldo falhando todas as fintas e abanando que não com a cabeca à substituicão!

6:24 da tarde  
Blogger al cardoso said...

Caro Francisco:

De tudo o que foi dito e escrito, o que adorei mais, foi ver uma gravura com um tipo de cerveja muito minha conhecida ha uma trintena de anos atraz, por acaso ate gostava mais da Nocal, mas a cuca tambemn era boa.

Um abraco amigo, com votos de melhores jogos e as esperadas victorias.

6:43 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home