26 dezembro, 2005

||| Balanço, 6.
Matéria de romance. Íamos os dois de comboio à quinta-feira para Madrid, de vez em quando. Mais tarde ele seria ministro (e bom), mas na altura bebíamos vodkas nos bares mais escuros de Espanha. Na sexta-feira, até ao crepúsculo, percorríamos as livrarias e jantávamos tarde, contabilizando bibliografias, rindo da universidade. Quando vinha a conta percebíamos que era necessário mudar de hotel, mudar de profissão ou mudar a tese. Mudámos. Já nessa altura éramos darwinianos.

1 Comments:

Blogger Arid Monk said...

Não é para embirrar consigo, mas num Mundo Darwiniano você e o seu amigo não chegavam a mudar de hotel porque teriam morrido, de fome.

Quem teria ido a Ministro e quem agora escreveria neste blogue seriam dois outros amigos que nessa altura já viviam no outro hotel, já tinham a outra profissão e já escreviam a outra tese...

9:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home